Fligecine

CLIQUE AQUI E FAÇA DOWNLOAD DA PROGRAMAÇÃO COMPLETA DA FLIGECINE.

espaço

Local: Casa da Filarmônica

Data: 11 | Sexta Horário: 10h

Filme: O fim e o princípio

Comentário: Rogério Luiz Oliveira (UESB)

 

 

 

 

espaço

MOSTRA DE CHICO LIBERATO

Local: Casa Filarmônica

Data: 12 | Sábado Horário: 10h

Filmes: Boi Aruá | Amarilis

 

Francisco Liberato de Matos (Chico Liberato)

Nasce em Salvador a 08/04/1936. Desenvolve atuação artística nas artes plásticas, quando participa entre Rio, S. Paulo e Bahia  de todos movimentos que viriam a mudar e ampliar a expressão da figuração brasileira a partir da década de 60. Do início da década de 70 para cá, desenvolve a linguagem da animação em 12 curtas metragens experimentais no que vem a ser pioneiro e referência. Foi gestor público no MAM/BA e no DIMAS, abrindo o acesso a novos talentos e expressões. Tem uma obra reconhecida no Brasil e exterior por dezenas de exposições e premiações nas artes plásticas e filmes.

– BOI ARUÁ, de Chico Liberato, 1984, ANIMAÇÃO, 60 min.

Sinopse: O filme, inspirado na literatura de Cordel, foi premiado pela Unesco e conta a história de um vaidoso e austero vaqueiro (Tibúrcio), que cisma em capturar um boi selvagem e encantado (Aruá). “Um fazendeiro orgulhoso de seu poder é desafiado sete vezes pela figura fantástica do Boi Aruá. Depois de derrotado seis vezes, o tirano consegue compreender a real dimensão humana, aproximando-se de si mesmo e de seus semelhantes.”

Ficha Técnica:
Roteiro: Chico Liberato e Elomar Figueira Mello
Canção-tema: Elomar Figueira de Mello

– AMARILIS, de Chico Liberato, 2016, ANIMAÇÃO, 10 min.

Sinopse: O curta-metragem “Amarilis” é um filme em família e trata de um amor entre um homem e uma mulher.

Ficha Técnica:
Roteiro: Alba Liberato
Produção: Cândida Liberato
Trilha Sonora: João Liberato

espaço

 

Local: Casa Filarmônica 

Data: 13 | DOMINGO – Horário: 09h

Filmes: Mãos de vento e olhos de dentro | A menina que pescava estrelas | Brincadeira de Criança | Um simples olhar.

 

 

 

 

– MÃOS DE VENTO E OLHOS DE DENTRO, de Susanna Lira, 2008, FICÇÃO, 13 min.

Sinopse: A amizade entre duas crianças que brincam de encontrar desenhos em nuvens se transforma depois que uma delas descobre um segredo.

 

 

 

 

 

 

 

– A MENINA QUE PESCAVA ESTRELAS, de Ítalo Cajueiro, 2008, ANIMAÇÃO, 9 min.

Sinopse: Mais do que guias, as estrelas servem como uma parábola materna sobre a vida, na tentativa de fazer uma criança compreender o inexplicável.

 

 

 

 

 

 

 

– BRINCADEIRA DE CRIANÇA, de Cristiano Alves de Oliveira, 2008, ANIMAÇÃO, 2 min.

Sinopse: Um grupo de crianças

brinca em um parque. Sentado em um banco, um menino com deficiência física — ele tem uma perna amputada — as observa atentamente.

 

 

 

 

 

– UM SIMPLES OLHAR, Coletivo Cinema no Interior, 2015, FICCÃO, 15 min.

Sinopse: Luna é uma jovem com apenas dez por cento da visão que permanece refém da busca obsessiva de seu tio por uma pedra preciosa. Sem família ou amigos que possam interceder, Luna tenta evitar o assédio crescente do tio enquanto busca um caminho para exercer sua liberdade.