Elisa Lucinda

Autora de 14 livros, incluindo da literatura infantil, Elisa Lucinda é apaixonada pelas palavras. Ela escreve sobre o amor, a ausência, a liberdade, mas também sobre racismo, discriminação, violência e intolerância. Poetisa e romancista, é fundadora da Escola Lucinda de Poesia Viva e da Casa-Poema, instituição socioeducativa, onde dá aulas de poesia para população transgênero e jovens em conflito com a lei.

Na Fligê:

Dia 18, às 21h – Rota da Palavra “E você, um escravagista ou um abolicionista mais moderno?”

Local: Centro Cultural

Sessão de autógrafos: Vozes Guardadas (Ed. Record, 2016)

Com a delicadeza, a sensualidade, a inteligência e o humor que marcam a sua criação artística, os versos deste Vozes guardadas revelam amores contidos e outros obscenos, um mundo vasto de espantos, lágrimas, risos e paixões. Ao entregar ao público mais uma leva das “multidões de vozes” que a habitam, a poeta se despede dessas vozes guardadas para dividi-las com todos, fazendo delas nossas próprias vozes. Penetrar no universo dos poemas de Elisa Lucinda exige estancar o tempo e a correria da vida: um delicioso e irrecusável convite.


Galeria de Fotos