Laura Castro

Ela acredita na autopublicação como estratégia para a desconstrução do campo de forças do mercado editorial e o alargamento do campo literário brasileiro. Já publicou seis livros, explorando experiências que saem de seus espaços habituais, como a do livro-objeto, a do blog, a do cartaz, entre outros. Em 2018, publicou “Oarmarinho” e “Fique são”.

Na Fligê:

Dia 17, às 14h – Mesa de Conversa “Conceição Evaristo em laços de afetos”

Sessão de Autógrafos: Oarmarinho (Sociedade da Prensa/Edtóra, 2018)

É de imagens marítimas e carnavalesca que se faz a narrativa de Laura Castro no romance Oarmarinho. Fruto do blog homônimo, em que escreveu por quatro anos, como um dispositivo de criação literária experimental, inventariando imagens poéticas, construindo uma teia de narrativas que se entrecruzaram, sobretudo em torno da figura de Rosa, que é filha de Chico, irmã de Pedro. A protagonista lança-se a bordo do PRADIANTI, para viver de vai e vem, encontrar sambas e solidões, navegar pela lucidez e o desatino.


Galeria de Fotos